Resumo da novela Escrava Mãe

Capítulo de 24 de fevereiro (Quarta) da novela Escrava Mãe

O Cavaleiro da Mancha observa a casa grande. Alguns instantes e ele vê Osório se aproximando da casa. Osório se detém, ouve um barulho, olha para a mata. Osório aguarda um pouco, até que se dirige à casa grande, sob o olhar do Cavaleiro da Mancha, por trás da árvore. Juliana está nervosa, diante de Tito Pardo que pede que ela volte ao engenho. Juliana diz que não quer voltar pois quer paz longe do Almeida e de Maria Isabel e que Miguel está prestes a voltar. Esméria está bastante agitada, enquanto conversa com Tozé sobre a vontade de sequestrar o filho do Almeida para livrar Catarina da escravidão. Irani questiona Belezinha sobre o misterioso que a visita às escondidas. Dália está mais bem vestida do que anteriormente, pois virou a estrela da companhia. Ela tem um buquê de flores na mão, enquanto Violeta está ali, triste e comenta com Dália que não consegue engravidar. Quintiliano janta sozinho e se perde nos pensamentos, lembra de Filipa sob olhar de Bá Teixeira. Beatrice conversa com Teresa que não vai ficar para o jantar, pois precisa se recolher. Maria Isabel está fiando, quando percebe Leôncio na porta, observando. Leôncio pergunta se Maria Izabel é uma bruxa e Maria Isabel o encara. A festa dos escravos continua e Tia Joaquina conta as histórias do passado. Catarina percebe alguém escondido, observando tudo. Osório chega e chama por Catarina e diz que ela vai ser apresentada aos convidados do Almeida como escrava que toca instrumentos de gente rica. Catarina fica tensa e observa a todos, humilhada. Loreto pede aos soldados que se o Cavaleiro da Mancha aparecer para avisá-lo imediatamente. Loreto vê Rosalinda caminhar pela rua melancólica. Guiné e outros escravos estão acorrentados. Eles se assustam com a chegada do Cavaleiro da Mancha que faz sinal para eles não fazerem barulho. Guiné pede que o leve para o quilombo, ele assente e faz sinal para se calar. Catarina toca sua harpa, humilhada, diante do olhar de Almeida, Osório, dr. Pacheco, Urraca e demais convidados. Teresa está um pouco mais afastada, Leôncio também por ali, no chão, brincando. O Cavaleiro da Mancha abre as correntes dos escravos que ficam surpresos sem saberem para onde vão. Miguel parece nervoso diante do oficial e reclama sobre o sumiço do baú que contém os documentos que comprovam o pagamento da pena. O Oficial pede que Miguel siga com a caravana para Luanda, onde fará o registro do fim do degredo, mas Miguel diz não ter como comprovar sem os documentos e o oficial sugere que Miguel recomece a vida onde está. Miguel diz que precisa partir imediatamente. Teresa está nervosa diante de Almeida que diz que Leôncio sumiu. Almeida ordena que todos os escravos procurem Leôncio pelo engenho. Juliana e Tito Pardo fogem em cima de uma carroça. Tito Pardo diz a Juliana que se eles não fugissem dali seriam levados como escravo de outro senhor e Juliana assente, mas se preocupa que Miguel não a encontre quando voltar.