Resumo da novela Ouro Verde

Capítulo de 16 de agosto (Sexta) da novela Ouro Verde

Bia fica aflita e sem saber o que responder quando Salvador lhe pergunta se sabe o que o pai lhe fez. Bia abraça Jorge, chorando e diz-lhe que o pai morreu para ela. Lúcio vai pedir a Paula comprimidos para dormir porque a irmã continua muito agitada, mas Paula acaba por tomar os comprimidos, dizendo que já não pode ouvir a cunhada mas que precisa de descansar porque trabalha no dia seguinte. Lúcio tenta obrigar Judite a tomar um comprimido para dormir, já que ela continua chorando como se tivesse certeza da morte de Sérgio nos atentados de Londres. Inês e Gonçalo estão de saída, enquanto passam notícias na televisão. O jornalista dá conta que os atentados foram reclamados pela força Jihadista. Inês pede a Gonçalo que desligue aquilo, pois não quer saber de mais tragédias, quando tem a filha doente no hospital. Joaquim e Lúcio falam sobre os terroristas. Lúcio diz que vivemos num sistema hipócrita, em que os países vítimas de ataques terroristas são os mesmos que vendem as armas aos terroristas. Judite continua tentando ligar para o filho, mas sem sucesso, quando Paula aparece, de saída para o trabalho, e se mostra completamente insensível ao sofrimento da cunhada. Sérgio chega ao aeroporto de Lisboa, vestido de preto e apenas com bagagem de mão, mostrando uma certa estranheza no comportamento. Paula diz que no banco ainda se diverte com David. Paula diz a Cátia que acha que ele é gay, mas ninguém fala sobre isso. Zé Maria recorda a mãe: Está vendo a mãe a cozinhar e diz-lhe que vai morrer de saudades da família enquanto estiver fazendo o Erasmus. José censura Miguel pelo que fez e Mônica diz que não vai continuar casada com um louco que pôs em risco a vida do filho, quando Bia chega e revela que Salvador já sabe de tudo. Inês e Gonçalo visitam Sol, que se mostra sorridente por estar ali com Nadine. Judite chega à PJ de mala na mão, dizendo a Lúcio que a mulher dele a pôs na rua e Joaquim mostra-se condoído com a sua situação. Salvador recusa-se a dizer a Tiago como ficou a saber da verdade e diz que está farto de ser tratado como um coitadinho pela família, querendo começar a fisioterapia imediatamente. No banco, Paula está ao telefone com Lúcio e diz que não suporta mais ouvir falar da irmã dele. Rita e António estão chocados com o que Miguel fez e Rita diz a José que, quem faz aquilo a um filho, é capaz de coisas bem piores, sugerindo ao sogro que afaste Miguel da presidência do banco. Otelo e Miguel chegam ao banco e são recebidos com secura por Amanda, sem repararem no ramo de flores que ela tem em cima da secretária. Amanda liga a Lúcio. Lúcio não atende a chamada, pois não conhece o número, e pergunta a Joaquim se este tem a certeza do que está a dizer e Joaquim assegura-lhe que a irmã dele pode ficar em sua casa. Judite mostra-se muito grata a Joaquim. Mônica encontra Anabela e fica a saber que Salvador está na fisioterapia. Anabela pede desculpa por não ter contado a verdade a Mônica e revela-lhe que já não vive com Leonel, pois é nestas alturas que se percebe o carácter de uma pessoa. Mônica mostra-se compreensiva com ela. Miguel diz a Otelo que, com o que se está a passar, não podem deixar pontas soltas e pede-lhe que tente subornar Lúcio, enquanto ele irá resolver o problema que arranjou com o que fez ao filho. Tomás, Mônica e Bia veem Salvador a fazer exercícios de fisioterapia. Rodolfo diz a Inês e Gonçalo que Sol tem um tumor maligno nos rins. Mônica e Bia estão com Salvador, quando aparece Miguel a pedir para ter uma conversa a sós com o filho. Rita diz a António que está aberto o caminho para ele chegar à presidência do banco, mas António não está com pachorra para os delírios da mulher e vai embora, deixando-a contrariada. Jorge diz a Amanda que ela está a confundi-lo com alguém, mas Amanda recrimina-se por não tê-lo reconhecido de imediato e abraça-o, lavada em lágrimas, deixando-o emocionado. Inês chora junto de Gonçalo, que, ao ver Rodolfo, vai ter com o médico, que lhe diz que o tumor de Sol nada tem a ver com hereditariedade, mas que decorre de uma deformação genética. Guilherme e Henrique continuam a observar o que se passa no corredor, cada vez mais apreensivos com o que possa ter acontecido a Sol. Gonçalo dá força a Inês, que se questiona como é possível que aquilo esteja a acontecer com a filha, completamente devastada e arrasada. Miguel diz a Salvador que o acordou para ver se conseguia encontrar Mafalda e que achava que o filho ia pensar dessa maneira quando soubesse o que tinha acontecido, deixando Salvador confuso e atordoado. Salvador diz que o pai não é Deus para decidir por si, mas Miguel fá-lo ficar mais suave ao perguntar-lhe se ele recusaria a acordar-se se soubesse que isso podia ajudar Mafalda e Salvador acaba por dizer que não era capaz de recusar. Miguel encara Mónica e Bia, dizendo-lhes que Salvador é um rapaz sensato e que Mônica o há de perdoar quando parar para pensar. Padre Sebastião visita José e este lamenta-se onde terá errado na educação dos filhos. Mônica diz a Bia que tem de ir falar com Salvador, quando Edu aparece para pedir desculpas a Bia e os dois saem para beber qualquer coisa. Mônica entra no quarto de Salvador e pergunta-lhe como foi a conversa com o pai, mas Salvador pede à mãe para o deixar sozinho e Mônica acede ao pedido do filho.